Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!

Diz o ditado popular que “deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer”. Não é por acaso que parte significativa dos ditados populares reforcem comportamentos promotores de saúde e parte deles se relacionem com o sono, reconhecendo a sua importância para o nosso bem-estar geral.

O sono é um processo fisiológico natural, imprescindível a um desenvolvimento físico, mental e intelectual saudável. Durante este estado restabelecem-se vários sistemas e asseguram-se diversas funções essenciais ao crescimento, à regulação hormonal e do sistema imunitário, ao desenvolvimento do sistema nervoso central e da capacidade cognitiva. Durante o sono é filtrada toda a informação recebida e feita a integração das aprendizagens, retendo as memórias mais importantes. Dormir é essencial para todas as pessoas mas sobretudo para as crianças e adolescentes. Não só porque necessitam de um maior período de sono, mas também porque a aquisição de bons comportamentos de sono na infância favorece a manutenção de um padrão de sono adequado na idade adulta.

Guilherme Moreira (Médico, Interno de Medicina Geral e Familiar) estará no dia 04 de dezembro, domingo, pelas 10h30, no Fórum Cultural de Ermesinde a dissertar sobre o tema “A mão que embala o berço – prevenir e evitar as perturbações do sono nas crianças”, no âmbito do Pais, Mães & Companhia.

Esta é uma iniciativa da Divisão de Educação, Ação Social e Desporto do Município de Valongo , desenvolvida em parceria com o Instituto do Desenvolvimento (http://www.institutododesenvolvimento.pt). A participação é gratuita, mas de inscrição obrigatória, até às 17h00 do dia 02 de dezembro, através do formulário www.cm-valongo.pt/pmc2016 ou do e-mail iniciativas.educacao@cm-valongo.pt ou 911 021 575 / 224 227 900.

O Espaço Internet assegura o acolhimento de todas as crianças, a partir dos 24 meses, durante o tempo de duração da sessão. Este é um serviço também gratuito, mas sujeito à lotação do espaço pelo é obrigatória a inscrição prévia da criança.

pmc